A origem da bijuteria

Brincos-Egipcios_50f1b223f1d3d

O ser humano desde os primórdios da espécie sempre adicionou adornos como parte integrante de seu estilo de vestir. Em alguns casos estes adornos tinham origem mística, de proteção ou simplesmente eram enfeites de embelezamento. As bijuterias começaram como amuletos de origem religiosa, comumente usados como amuletos, para proteção pessoal: medalhas, escapulários, cruzes, pulseiras com imagens de santos, etc. O uso não fazia distinção social nem econômica. Assim o uso de diferentes tipos de adornos feitos com materiais menos nobres tornou-se bastante comum. Com o passar dos tempos os adornos passaram a exercer total fascínio sobre as mulheres e homens. As jóias exerciam este poder enquanto as bijuterias eram relegadas a segundo plano. Com as mudanças culturais, econômicas e sociais, houve uma mudança total nos conceitos dos consumidores dando origem a novos hábitos de consumo e as bijuterias foram ganhando seu espaço no mercado. Atualmente, a bijuteria é um acessório básico e usado por mulheres de todas as idades e estilos que gostam de usar peças alternativas. Basta querer dar um up no visual, transformar o sem graça em algo mais bonito e diversificado. Podendo ser usada em festas, no trabalho e no dia-a-dia, a bijuteria muda a cara de uma roupa, dando um ar mais casual, chique ou mesmo fashion, dependendo da peça utilizada e da ocasião. Com a diversificação da moda, cada mulher adquire um estilo diferente, criando a sua personalidade com seus acessórios e complementos. Por isso cada vez mais a bijuteria é usada por atrizes e personalidades, lançando moda e difundindo tendências através das novelas e revistas

Conheça nosso setor de Bijoux!